Bolsonaro defende ampliar e diversificar comércio com China - E Dia

Bolsonaro defende ampliar e diversificar comércio com China

País asiático é o principal destino das exportações brasileiras, mas o comércio é basicamente concentrado em commodities

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quarta-feira (13), depois de reunião bilateral com o presidente chinês, Xi Jinping, que o governo e os empresários brasileiros querem ampliar e diversificar o comércio com a China e que todos têm a ganhar com essa relação.

"Essa relação bilateral em várias áreas, inclusive com aceno de agregarmos valor ao que produzimos, é muito bem-vinda", disse Bolsonaro ao lado de Xi.

A China é o principal destino das exportações brasileiras, mas o comércio até hoje é basicamente concentrado em commodities, especialmente soja e minério de ferro. O governo brasileiro tenta há bastante tempo ampliar a pauta para incluir mais manufaturados e aumentar o valor agregado das exportações.

O encontro com o presidente chinês acontece à margem da Cúpula dos Brics —grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul — e é a primeira das quatro bilaterais que Bolsonaro terá com os países do bloco.

Durante o encontro foram assinados oito protocolos e memorandos de entendimento. Entre eles, um protocolo sanitário para exportação de melão, o que deve abrir o mercado chinês para a fruta brasileira.

Copyright © Thomson Reuters.