Importação de soja pela China em agosto dispara quase 10%

PEQUIM (Reuters) - As importações de soja da China em agosto saltaram 9,7% em relação ao mês anterior, atingindo o nível mais alto em quase um ano e meio, mostraram dados alfandegários no domingo, quando alguns embarques encomendados anteriormente foram liberados na alfândega após um atraso.

Foto: Ivan Bueno/Divulgação

As importações de agosto de 9,48 milhões de toneladas aumentaram em relação aos 8,64 milhões de toneladas em julho, e também frente os 9,15 milhões de toneladas de agosto do ano passado, segundo dados da Administração Geral das Alfândegas.

"Algumas cargas dos Estados Unidos não foram carregadas mais cedo e só foram liberadas na alfândega em agosto", disse Xie Huilan, analista do portal da indústria Cofeed.com antes da divulgação dos dados.

Pequim aplicou tarifas de 25% em uma lista de produtos dos EUA, incluindo soja em julho do ano passado, em resposta a medidas semelhantes de Washington, na prática restringindo os embarques de oleaginosas dos Estados Unidos, o segundo maior fornecedor à China antes da guerra comercial.

As empresas estatais chinesas retomaram algumas compras de soja norte-americana após uma trégua bilateral em dezembro na guerra comercial sino-americana. Desde então, as tensões entre Pequim e Washington voltaram a subir, quando começaram uma nova rodada de tarifas no início deste mês.

A demanda chinesa, no entanto, tem sido atenuada por um surto que dura um ano de peste suína africana no maior produtor mundial de suínos.

O rebanho suíno do país encolheu quase um terço desde um ano atrás, segundo dados oficiais.

A China comprou 56,31 milhões de toneladas de soja nos primeiros oito meses do ano, uma queda de 9,2% em relação ao ano passado, mostraram dados alfandegários.

(Reportagem de Hallie Gu e Dominique Patton)

Copyright © Thomson Reuters.