Irmãs são encontradas vivas após 2 noites perdidas em floresta nos EUA


Leia e Caroline, de 8 e 5 anos, pediram à mãe para sair, que não deixou; elas então fugiram e acabaram se perdendo, mobilizando mais de 170 policiais

    Leia e Caroline, de 8 e 5 anos, saíram para dar uma volta e se perderam na floresta Reprodução / ABC News

As irmãs Leia e Caroline Carrico, de 8 e 5 anos, foram encontradas vivas após passaram dois dias perdidas em uma floresta nos Estados Unidos.

Elas foram localizadas por uma equipe de resgate na manhã deste domingo (3) na região rural de Humboldt County, no Norte da Califórnia, relatou sua mãe, Misty Carrico, à rede norte-americana de TV ABC News.

No inverno, que vai até dia 20, a região chega a alcançar graus negativos.

Na sexta-feira (1º), Caroline e Leia pediram à mãe para sair. A resposta da mãe foi um sonoro “não”.

Enquanto a mãe arrumava a casa, as duas aproveitaram para fugir, sem fazer ruídos. Por volta das 15h, a mãe se deu conta que elas haviam desaparecido.

Após procurá-las nas casas dos vizinhos, sem sucesso, Misty resolveu ligar à polícia. Foi iniciada, então, uma ampla ação de busca que envolveu mais de 170 policiais de 21 postos, três equipes de helicóptero e seis unidades K-9, unidades da polícia norte-americana que utilizam cães farejadores.

Além de vasculharem toda a região, policiais iam de porta em porta e realizavam inspeções em todos os veículos que entravam e saíam da cidade, que fica a cerca de 280 km ao Norte de São Francisco.

“Estamos fazendo de tudo para encontrar essas garotas”, afirmou Samantha Karges, porta-voz da delegacia do Condado de Humboldt à ABC News. A polícia havia ressaltado que não parecia se tratar de um caso de crime.

As buscas se estenderam até este domingo (3), quando elas foram localizadas perdidas em uma floresta.